DICAS DE FILMES: Indicados ao Spirit Awards para ficar de olho

A Vida Invisível, filme brasileiro de Karin Ainouz é indicado como Melhor Filme Internacional, mas enfrentará Parasita, Bong Joon-ho.

No último dia 21 de novembro, foram divulgados os indicados para um dos prêmios mais bacanas do cinema: o Independent Spirits Awards. Esta é uma premiação para produções de baixo orçamento que possuem limitações financeiras para sua divulgação e promoção. Diferentemente das produções hollywoodianas – que vive uma séria crise de criatividade – a lista de indicados do Spirit é uma oportunidade para se ver excelentes filmes de narrativas mais arrojadas, experimentais e histórias que as grandes distribuidoras e produtoras se negam a realizar.

Filmes, hoje, cultuados venceram o Spirit Awards e colocaram em outro patamar nomes de diretores como, por exemplo, Sophia Coppola, Jordan Peele e Barry Jenkins. Moonlight, Corra!, Se a rua Beale falasse, Spotlight, O Artista, Encontros e Desencontros e Cisne Negro são alguns dos filmes recentemente premiados que alcançaram excelentes desempenhos em bilheterias e, depois, no Oscar.

Neste ano, além da indicação do excelente filme brasileiro de Karin Ainouz, A Vida Invisível, teremos outros ótimos filmes marcam presença em um ano marcado pela excelente qualidade dos filmes. Começando pelo filme do ano, Parasita, de Bong Joon-Ho, que está em cartaz nos cinemas brasileiros. É quase certa a premiação dele na categoria de Filme Internacional. Mas além dele, é bom ficar de olho, também, nos dois franceses: Les Miserables, de Ladj Lye Retrato de uma Jovem em Chamas, de Celine Sciama.

Em Melhor Filme, atentamos para História de um Casamento (A Marriage Story), de Noah Baumbach, que já está qualificado como um dos favoritos a indicação e, até, premiação no Oscar 2020. Nesta edição, História de um Casamento foi premiado com o Robert Altman, que reconhece o poder e a excelência da interpretação do elenco. Por isso, não vemos Adam Driver e Scarlett Johansson com indicações. Além dele, temos Uncut Gems, dos irmãos Sefdie, com surpreendente atuação de Adam Sandler, The Farewell, de Lulu Wang, Clemency, de Chinonye Chukwu e, como surpresa, mas que sempre é necessário ter uma olhar sobre, o filme de Terrence Malick, A Hidden Life. Infelizmente, o sindicato do Spirit Awards esnobou filmes como The Lighthouse e Midsommar, que muitos queriam que estivesse nesta lista.

Mais inexplicável foi a não nomeação de Florence Pugh por Midsommar. De fato, não é possível compreender como deixar de fora e esnobar seu trabalho, mesmo que excelentes atuações tenham sido lembradas. Acompanhe a lista de indicados e, aqueles que estiver com asterisco (*) são os filmes que, de fato, você deve ficar bem atento para não perder quando estreiar nos cinemas, uma vez que eles estão sendo badalados por sua qualidade.

MELHOR FILME

A Hidden Life
Clemency (*)
The Farewell
História de um Casamento (*)
Uncut Gems (*)

MELHOR ATRIZ

Karen Allen (Colewell)
Hong Chau (Driveways)
Elisabeth Moss (Her Smell) (*)
Mary Kay Place (A Vida de Diane) (*)
Alfre Woodard (Clemency) (*)
Renée Zellweger (Judy) (*)

MELHOR ATOR

Chris Galust (Give Me Liberty) (*)
Kelvin Harrison Jr. (Luce) (*)
Robert Pattinson (O Farol) (*)
Adam Sandler (Uncut Gems) (*)
Matthias Schoenaerts (The Mustang)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Jennifer Lopez (As Golpistas)
Taylor Russell (Waves) (*)
Zhao Shuzhen (The Farewell) (*)
Lauren “Lolo” Spencer (Give Me Liberty) (*)
Octavia Spencer (Luce) (*)

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Willem Dafoe (O Farol) (*)
Noah Jupe (Honey Boy) (*)
Shia Labeouf (Honey Boy) (*)
Jonathan Majors (The Last Black Man in San Francisco) (*)
Wendell Pierce (Burning Cane)

MELHOR DIREÇÃO

Robert Eggers (O Farol) (*)
Alma Har’el (Honey Boy) (*)
Julius Onah (Luce) (*)
Benny Safdie e Josh Safdie (Uncut Gems) (*)
Lorene Scafaria (As Golpistas)

MELHOR PRIMEIRO FILME

Fora de Série
The Climb
A Vida de Diane
The Last Black Man in San Francisco
The Mustang
A Gente se Vê Ontem

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Indústria Americana (*)
Apollo 11 (*)
For Sama (*)
Honeyland (*)
Island of the Hungry Ghosts (*)

MELHOR ROTEIRO

História de um Casamento (*)
Ao Pó Voltará
Uncut Gems (*)
Clemency (*)
High Flying Bird

MELHOR PRIMEIRO ROTEIRO

A Gente Se Vê Ontem
Driveways
Blow the Man Down
Greener Grass
The Vast of Nigh

MELHOR EDIÇÃO

A Terceira Esposa (*)
Uncut Gems (*)
Sword of Trust
O Farol (*)
Give Me Liberty (*)

MELHOR FOTOGRAFIA

As Golpistas
O Farol (*)
Honey Boy (*)
A Terceira Esposa
O Mal Não Espera a Noite – Midsommar (*)

MELHOR FILME INTERNACIONAL

A Vida Invisível (Brasil)
Os Miseráveis (França)
Parasita (Coreia do Sul)
Retrato de uma Jovem em Chamas (França)
Retablo (Peru)
The Souvenir (Reino Unido)

MELHOR PRODUTOR

Mollye Asher
Krista Parris
Ryan Zacarias

PRÊMIO JOHN CASSAVETES (MELHOR LONGA FEITO COM MENOS DE US$ 500 MIL)

Burning Cane
Colewell
Give Me Liverty
Premature
Loucas Noites com Emily

PRÊMIO ROBERT ALTMAN (MELHOR ELENCO)

História de um Casamento

PRÊMIO BONNIE (PRÊMIO PARA CINEASTAS MULHERES)

Marielle Heller
Lulu Wang
Kelly Reichardt

PRÊMIO TRUER THAN FICTION (PRÊMIO PARA NOVOS CINEASTAS DE NÃO-FICÇÃO)

Khalik Allah (Mãe Preta)
Davy Rothbart (17 Blocks)
Nadia Shihab (Jaddoland)
Erick Stoll & Chase Whiteside (América)

PRÊMIO SOMEONE TO WATCH (PREMIO PARA CINEASTAS REVELAÇÃO)

Rashaad Ernesto Green (Premature)
Ash Mayfair (The Third Wife)
Joe Talbot (The Last Black Man in San Francisco)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s