CRÍTICA: O Farol (2019), de Robert Eggers

A riqueza simbólicar e a densidade narrativa criam um clima de tensão no novo terror folk de Robert Eggers. Desde seu primeiro longa-metragem, A Bruxa (2015), o diretor Robert Eggers vem chamando atenção quando o assunto é o seu próximo trabalho. A tarefa de suprir as expectativas e atende-las é difícil e muito desafiadora. Seu novo trabalho foi cercado por expectativas, uma vez que se … Continuar lendo CRÍTICA: O Farol (2019), de Robert Eggers

CRÍTICA: O Rei (2019), de David Michôd

Timothéé Chalamet brilha mais uma vez em obra de inspiração shakesperiana, que bate na trave nas aspirações de grandeza. Para começar esta crítica, preciso deixar claro a todos os leitores que este que vos escreve não é um especialista em Shakespeare, a raiz que inspira a produção da Netflix, dirigida por David Michôd, O Rei (The King). Mesmo assim, antes de escrever esta crítica, busquei … Continuar lendo CRÍTICA: O Rei (2019), de David Michôd